Legatus

Pequim +20 em Grafitti: Visite a exposição no Museu das Mulheres!

Mais de 20 anos atrás, 17 mil mulheres, reunidas pela ONU em Pequim,  desencadearam um processo  de vontade política notável e visibilidade mundial: a Plataforma de Ação de Pequim para promover a Igualdade de Gênero e o empoderamento das mulheres em todo o mundo.

 

A exposição Pequim foi inspirada nos 12 temas prioritários da Plataforma. Eles foram transformados em painéis produzidos por grafiteiros e grafiteiras reunidos pela REDE NAMI, a rede feminista de arte urbana.

 

Celebrar o compromisso de Pequim+20 por meio de ações como a exposição em grafittis da REDE NAMI  abre novas oportunidades para  se reconectar,   cobrar a vontade política e mobilizar as novas gerações. A evidência é cada vez maior de que quando se empodera as mulheres, as economias crescem mais rapidamente e as famílias são mais saudáveis e melhor educadas.

 

Empoderar as mulheres é empoderar a humanidade.

 

Assista à exposição dos grafittis no vídeo preparado pela Legatus / Museu das Mulheres!

 

Saiba Mais:

 

A Plataforma de Ação de Pequim  imagina um mundo onde cada mulher e menina pode exercer suas liberdades e escolhas e realizar todos os seus direitos, como viver livre de violência, ir à escola, participar de decisões e ganhar um igual salário por trabalho igual.

 

Ela conectou e reforçou o ativismo dos movimentos femininos em escala global. Desde então, mais mulheres e meninas do que em qualquer época anterior  são protegidas por leis contra a violência baseada em gênero e vivem sob constituições garantindo a igualdade: os governos, a sociedade civil e o público traduziram as promessas da Plataforma de Ação para mudanças concretas em países individuais.

 

Ainda assim, a Plataforma de Ação imaginava a igualdade de gênero em todas as dimensões da vida – e nenhum país ainda terminou essa agenda. As mulheres ganham menos do que os homens e são mais propensas a trabalhar em empregos de baixa qualidade. Um terço das mulheres sofre violência física ou sexual em sua vida. As lacunas nos direitos reprodutivos e os cuidados de saúde deixam 800 mulheres morrendo no parto a cada dia.

 

A Plataforma de Ação de Pequim, inovadora mesmo 20 anos depois, oferece um foco importante para reunir as pessoas em torno da igualdade de gênero e do empoderamento das mulheres. Suas promessas são necessariamente ambiciosas. Ao longo do tempo, e com a acumulação de energia das novas gerações, eles estão ao alcance.

 

Fonte: http://beijing20.unwomen.org/en/about

 

Agradecimento à Itaipu Binacional patrocinadora desse artigo.

Matérias relacionadas

)boas práticas(

Legatus entrevista Vanessa Grossi

Vanessa Grossi é líder do Programa de Diversidade de Gênero...

)boas práticas(

Legatus entrevista Sophie L’Hélias

Sophie L’Hélias é conselheira do grupo Kering, a gigante francesa...

Legatus